Planta Moringa Oleífera – Principais Benefícios e Para que Serve

Provavelmente você já ouviu falar sobre a moringa oleífera, principalmente como ingrediente de sucos verdes. Mas, apesar de ser uma planta milenar, muito poucas pessoas a conhecem a fundo e não sabem a grande quantidade de benefícios que essa planta milagrosa para o corpo humano.

beneficios da moringa

Na medicina ayurvédica da Índia, utiliza-se a folha de moringa para tratar cerca de 300 doenças. A palavra Moringa significa “conhecimento dos céus”. Hoje em dia sabe-se que, efetivamente, é uma planta medicinal com muitos benefícios.

O que é a moringa?

A moringa é uma árvore que cresce nas regiões tropicais como a Índia, Etiópia, Filipinas e Sudão. Atualmente, é cultivado em regiões com climas semelhantes, como África, Ásia tropical, América Latina, Caribe e as ilhas do Pacífico.

Para que Serve?

É uma planta muito útil, tanto suas folhas, brotos, nozes, sementes, flores e raízes, que são comestíveis. Suas folhas consumidas frescas, secas ou em cápsulas. Em alguns lugares, há uma espécie de pasta com as sementes trituradas de moringa, que é usado para purificar a água e para remover o sal da água do mar.

A Moringa oleífera é a espécie mais conhecida das treze espécies que compõem o gênero Moringácea. Cresce durante todo o ano, incluindo os períodos de seca, o que a torna uma boa fonte de produtos hortícolas quando houver poucos alimentos disponíveis. Além disso, é de fácil cultivo e muito barato. Em lugares como a Índia e a África, é usado para combater a desnutrição.

Usos e benefícios da moringa

As folhas da moringa são ricas em proteínas, vitaminas A, B e C, e minerais. As folhas da moringa, contém 7 vezes a quantidade de vitamina C de uma laranja, 4 vezes a quantidade de vitamina A do que uma cenoura, 4 vezes a quantidade de cálcio que o leite, 3 vezes mais potássio que as bananas e duas vezes a proteína de um iogurte.

As sementes de moringa contêm 35 por cento de óleo de alta qualidade. Este óleo é pouco viscoso e um pouco doce, contém 73% de ácido oleico, semelhante ao óleo de oliva. Uma vantagem é que acompanha muito bem as saladas.

Em termos medicinais, a moringa é utilizado para a anemia, artrite, reumatismo, asma, câncer, constipação, diabetes, diarreia, epilepsia, dor de estômago, úlceras intestinais, espasmos intestinais, dores de cabeça, problemas do coração, pressão arterial alta, pedras nos rins, retenção de líquidos, problemas na tireoide, e para infecções bacterianas e virais.

Também se chegou a utilizar para reduzir o inchaço, como afrodisíaco natural e, também, para aumentar a produção de leite materno. Às vezes é aplicado direto sobre a pele, para que atuei como adstringente, para tratar o pé de atleta, a caspa, gengivite, mordidas de cobras e verrugas.

Como tomar moringa em cápsulas?

A dose de moringa em cápsulas depende da idade da pessoa, de sua saúde e de outras considerações. Atualmente, não existe suficiente informação científica para determinar um intervalo de dose de moringa. Apesar de se tratar de um produto natural, lembre-se que cuidar das doses é importante.

Ejaculação retrógrada – O que é

A ejaculação retrógrada ocorre quando o sêmen entra na bexiga em vez de deixar o pênis durante a ejaculação. A ejaculação retrógrada não é prejudicial, mas pode prejudicar a fertilidade, uma vez que afeta a entrega de espermatozoides na vagina durante a relação sexual. A condição é relativamente incomum, representando apenas 0,3% – 2% dos problemas de fertilidade masculina.

Durante a ejaculação normal, os músculos internos, chamados de esfíncteres, fecham a abertura da bexiga para evitar que o sêmen penetre na uretra. Na ejaculação retrógrada, a abertura da bexiga não se fecha adequadamente e é permitido que algum ou todo o sêmen entre na bexiga, em vez de ser ejetado pela ponta do pênis. Como resultado, o sêmen se mistura com a urina na bexiga e deixa o corpo durante a micção normal, sem prejudicar a bexiga.

A ejaculação retrógrada não interfere na capacidade de um homem ter uma ereção ou um orgasmo. Os homens geralmente começam a perceber que têm ejaculação retrógrada quando surgem problemas de fertilidade. Um sinal comum que indica a ejaculação retrógrada é se a urina de um homem parece turva após o clímax sexual.

A ejaculação retrógrada pode ocorrer parcialmente ou completamente. Homens com ejaculação retrógrada incompleta podem notar uma diminuição no sêmen que sai durante a ejaculação. A ejaculação retrógrada completa também pode ser chamada de orgasmo seco ou ejaculação a seco, pois há orgasmo sem a descarga do sêmen. O orgasmo seco não é exclusivo da ejaculação retrógrada, já que o orgasmo seco também pode ser causado por outros problemas ejaculatórios. Por exemplo, os orgasmos secos podem ser causados ​​pela falta de produção de sêmen resultante de danos físicos e, portanto, a ejaculação seca sozinha não é uma indicação clara da ejaculação retrógrada.

Visite: https://www.treinart.com.br/como-nao-gozar-rapido/

A Sexualidade Humana – Disfunções Sexuais e Tratamentos

O estudo da sexualidade humana é recente no campo científico e mesmo já se tendo realizado muitas pesquisas o assunto encontra-se aberto à inúmeras indagações. Alguns aspectos da sexualidade foram explorados desde a antiguidade Greco Romana, Hindu e Chinesa, mas foi somente a partir do final do século XIX  que cientistas se empenharam em estudos e pesquisas relativos ao Desenvolvimento Sexual  Infantil e nas alterações das funções sexuais normais.  Sem nenhuma dúvida, as principais contribuições científicas para compreensão, diagnóstico e tratamento das disfunções sexuais  vêm da Psicanálise, da Terapia Cognitiva e das teorias da Psicologia  Comportamental e atualmente da Neurociências, que se esforçam, para esclarecer e intervir terapeuticamente.

Principais causas das Disfunções sexuais

libido saudavel imagem

Inúmeros fatores orgânicos e emocionais podem levar à disfunção sexual. São questões elencadas na mais tenra infância ou conflitos mais atuais que produzem ansiedade e inseguranças, dando ordem às disfunções.  Infelizmente, existem pessoas que não desfrutam dos benefícios de sua sexualidade, porque não sabem como lidar com as angústias e com os sofrimentos provocados pelas crenças e pelos mitos difundidos inadequadamente pela sociedade. E, nesse caso, quando o ajustamento psicossexual não acontece corretamente, surgem dificuldades e conflitos da intimidade sexual, que se apresentam por meio de disfunções sexuais.

Disfunção Erétil é a incapacidade persistente, total ou parcial, para iniciar e/ou manter ereção suficiente para efetuar a penetração, desde o coito até a ejaculação.

As estatísticas demonstram que a Disfunção Erétil incide em até 5% dos homens de até 40 anos, em 27% dos homens que estão na faixa dos 60 anos e em 55% daqueles que têm acima dos 70 anos. Ademais, a maioria dos homens sexualmente ativos já viveu um episódio de falta de ereção, pelo menos uma vez na vida.

Diante disso, é importante citar que 70% dos casos têm origem psicológica e que a Neuropsicologia aplicada e a Psicanálise oferecem intervenções terapêuticas eficientes e eficazes.

Diversas pesquisas comprovam, que tanto para os homens, quanto para as mulheres, o tratamento psicológico tem se mostrado mais eficaz do que qualquer grupo de medicamentos, pois age na causa do problema e não só no alívio dos sintomas.

Tratamentos

Nas décadas de 50 e 60 do século XX o casal Willian H. Marsters e Virginia Johnson, estimulados pelas publicações de Alfred C. Kinsey,  colocaram a sexualidade no foco das atenções, como objeto de estudos com metodologia sistemática em seguida foi Helen S. Kaplan.  Assim, podemos dizer que o estudo científico sistemático, da função sexual, no enfoque comportamental, tem pouco mais de meio século.

Por que as mulheres casadas recusam tanto o sexo?

É bastante comum ouvir essa queixa, por parte dos homens. Eles se sentem rechaçados e, muitas vezes, chegam a acreditar que não são mais amados ou desejados, o que provoca tristeza.

Em geral, isso ocorre quando a mulher está vivendo uma Diminuição da Libido ou uma Dispareunia ou, até, uma Aversão sexual. Um estimulante para a mulher aumentar a libido pode ser bem vindo.

Em qualquer caso, é imprescindível um bom diagnóstico e uma orientação pontual por parte da sexologia, que deve indicar o tratamento adequado.

A pessoa pode nascer com Aversão ou Fobia Sexual?

Não. A Aversão Sexual desenvolve-se por algum motivo físico ou relacional remoto.

Pode ser que, durante seu desenvolvimento, a pessoa tenha passado por alguma(s) vivência(s) ruim(s) que ainda gere sofrimento, mesmo que inconscientemente, surgindo em forma de fobia direcionada ao sexo.

Não ter Orgasmo nas Relações Sexuais pode ser considerado um problema?

Pode sim. O orgasmo é uma experiência de prazer que as pessoas podem e devem ter. A capacidade de tê-lo é inerente ao ser humano, portanto, a ausência frequente do orgasmo, pode representar uma Anorgasmia (Disfunção de Orgasmo). A Anorgasmia é rara no homem, porém, em mulheres, essa disfunção é muito comum. Às vezes, a mulher pode ter orgasmos em algumas relações e não ter em outras, mesmo assim é importante a avaliação de um especialista em Sexualidade Humana que fará o diagnóstico e saberá conduzir o tratamento necessário.

Sono e recuperação ajuda no desempenho sexual atlético

Para alcançarmos o desempenho sexual atlético, temos que procurar um fator que às vezes é negligenciado. As relações entre os ciclos de repouso e atividade são muito complexas e multifatoriais.

sono e desempenho sexual

O fator mais importante para o funcionamento eficiente do sistema nervoso central é a tranquilidade, portanto, quando um atleta não confia na qualidade e na quantidade de sono, uma diminuição significativa no desempenho sexual atlético é observada

Número de horas de sono não pode ser generalizado a 8 horas, como muitas vezes são recomendadas indiscriminadamente, devemos individualizar as horas de descanso e esquecer os cânones e receitas que gostamos de ouvir. Dependendo de uma variedade de fatores que diferenciem claramente a carga de trabalho e a carga de trabalho de nosso atleta, precisamos individualizar o restante.

Com o passar dos anos, o número de horas necessárias para uma recuperação efetiva diminui, mas atletas de alto desempenho sexual com uma carga de trabalho muito alta podem precisar de mais de 8 horas de descanso diário.

Aumentar as horas de sono pode ser um conselho muito sábio se quisermos aumentar nosso desempenho Por exemplo, nadadores da Stanford University participaram de um estudo no qual eles ajustaram suas horas de sono a 10 diariamente por 7 semanas aumentaram, e os resultados sugerem que o aumento da calma é alcançado aumentando a velocidade ou a taxa de braçada

Em um estudo publicado no Journal of Sport Psychology, os resultados podem ser analisados ​​para mostrar que os atletas preferem dormir mais tarde (enquanto os atletas com menos de 16 anos dormem entre 21:00 e 22:00, os maiores de 18 anos Meses entre as 11.00 e as 20.00 horas).

o grupo de pessoas com mais de 18 anos relata que eles perceberam um sono menos tranqüilo subjetivamente do que os mais jovens. Como parece lógico estabelecer um relacionamento que inclua mais horas de treinamento, mais cansaço, mais dificuldade de ereção e para se levantar de manhã e mais dificuldade em adormecer.

No estudo publicado recentemente por Arias et al (2015), os autores analisaram se o treinamento noturno estava associado a pior qualidade do sono e dificuldade para dormir. O sonho foi honrado com notas gráficas obtidas durante as noites de exercícios físicos.

Os resultados mostram que a frequência cardíaca foi maior no leito após o exercício do que no grupo controle (maior ativação simpático-adrenal), mas se recuperou após a noite. A percepção subjetiva da qualidade do sono foi influenciada pelo desempenho sexual, embora a qualidade objetiva do sono deva ser analisada.

Em um estudo piloto de 2014, a qualidade do sono em um grupo de mulheres idosas e não atléticas leva a um exercício aeróbico moderado. Embora seja necessário que a amostra seja maior, os resultados indicam que a qualidade do sono melhora após o exercício de intensidade moderada (tempo de sono, número de despertares). Por outro lado, quando a atividade física é forte, algumas pessoas podem achar difícil adormecer, de acordo com Stuart Quan, professor de medicina do sono da Harvard Medical School.

Altos níveis de adrenalina e ativação cerebral impedem um estado de relaxamento que promove o sono, por isso é a recomendação usual para permitir um período de algumas horas entre o exercício intenso e o tempo para dormir. No entanto, isso geralmente não é o caso, e para a maioria das pessoas que consume viagra para impotência sexual, não parece afetar a qualidade do sono quando eles estão se exercitando em alta intensidade perto do sono.

Em um estudo de 2011, os sujeitos também dormiam nas noites passadas treinando 35 minutos antes de dormir, nas noites em que não treinavam . O mesmo é observado no estudo do sono nos Estados Unidos (1000 participantes) em 2013, onde 83% que se exercitavam a qualquer hora do dia, incluindo a noite, dormiam melhor do que os que não se exercitavam . Então, se você só pode treinar à noite, aconselhamos que você faça isso.

Realização suficiente em cada treinamento significa atingir as metas estabelecidas e, portanto, descanso deve ser adequadamente prescrito . A qualidade do sono, assim como as horas de sono, podem significar ganhar uma medalha em atletas de alto rendimento, porque se não descansarmos adequadamente, a fadiga acumulada nos fará mudar nosso planejamento para alcançar o evento esportivo em condições ideais. Nem tudo é treinamento e treinamento, o descanso é tão importante quanto o treinamento.

Dicas para melhorar o descanso dos atletas:

  1. Estender as horas de sono todas as noites várias semanas antes da competição.
  2. Mantenha um baixo valor com uma quantidade suficiente de sono noturno.
  3. Mantenha um hábito de sono e vigília. Tire uma hora para se deitar e levantar.
  4. Tire um cochilo para descansar mais, especialmente quando a carga de treinamento é muito alta.

Já vemos que há evidências científicas que dizem citrato de sildenafila é viagra e a boa recuperação ao melhor desempenho sexual. Bem, para dormir bem, a primeira coisa que você precisa é de um bom colchão, que também tenha evidências.

A Asocama, a associação dos fabricantes de colchões, recomenda em seu site mudar a cada 8-10 anos, se você tem esse momento e, como estamos falando de um investimento, vale a pena investir tempo e dinheiro para fazer um bom produto comprar. Procurando informações, descobri que o tem bons descontos de até 50%, então ter que se mudar é um bom momento para aproveitá-lo.

Leia também: Como Curar Disfunção Erétil e Impotência Sexual


Como Curar Disfunção Erétil e Impotência Sexual com Viagra Natural

À medida que o homem envelhece, pode ocorrer a disfunção erétil e a capacidade de obter e manter uma ereção pode ser mais difícil. Também pode ocorrer de não ter uma segunda ereção pouco depois de ter tido uma. Isto é normal e a maioria dos casais podem cuidar disso facilmente. Apesar disso, os homens de 60 anos ainda são capazes de ter uma vida sexual muito satisfatória, apesar de ter problemas menores.

tratamento disfunção erétil

No entanto, alguns homens acabam com o que é conhecido como disfunção erétil. Isso pode se tornar um problema grave que afeta os homens, tanto mental como fisicamente. A princípio, só podem ter o problema de vez em quando. Pode ser constrangedor, mas os casais podem lidar com ele. O casal tem que ser muito positivo e apoiar para que não se torne um problema mental, da próxima vez que iniciar o sexo.

Para outros homens, a disfunção erétil pode ser um problema muito sério. Pode fazê-los enfurecer. Também pode levar à depressão, já que muitos homens associam sua masculinidade com a sua capacidade de ter relações sexuais. Há muitas razões por que um homem pode sofrer de disfunção erétil quando tiver 60 anos ou mais.

As condições médicas são o fator número um. As doenças do coração, pressão alta e até diabetes podem causar disfunção erétil. Se este é o seu caso, consultar um médico é a melhor opção e o mais importante. Se prescrevem medicamentos que podem ajudar com o problema. Às vezes, até mesmo alguns medicamentos podem fazer com que seja difícil conseguir uma ereção. O médico pode ajudar a determinar a causa e fazer com que volte a ter ereções duradouras.

Mentalmente um homem pode se ajudar para ser capaz de ter uma ereção. Às vezes a ansiedade de não ser capaz de ter uma ereção duradoura pode prejudicar seu desempenho sexual. Não se sentir atraente ou se preocupar demais com seu físico pode ser um problema também. Fale com seu parceiro sobre seus medos para que você possa removê-los.

Mudar os hábitos de estilo de vida pode realmente fazer a diferença também. Alguns homens maiores de 60 anos não são capazes de obter uma ereção devido a que fumam ou bebem demais. Eliminar esses hábitos pode ajudar em grande medida a eliminar a disfunção erétil. Do mesmo modo, mudar a sua dieta e perder peso pode ser útil também.

Há várias razões pelas quais os homens com mais de 60 anos de idade podem estar experimentando a impotência sexual. No entanto, não tem que significar o fim de sua vida sexual. Existem maneiras de tratar a disfunção erétil naturalmente. Você deve estar disposto a experimentar coisas diferentes com o fim de chegar ao fundo do problema.

Como Curar A Disfunção Erétil

O sexo para os homens com mais de 60 continua a ser muito importante e pode ser muito gratificante. Alguns dos diferentes tratamentos que o médico pode oferecer incluem vários medicamentos como o famoso cialis diário, por exemplo. Com os avanços da tecnologia também há implantes que são colocados cirurgicamente dentro do pênis.

A consultoria pode ser muito eficaz quando o médico considera que pode haver um elo mental com a disfunção erétil. Explorar várias opções, você pode ajudá-lo a ser capaz de obter e manter uma ereção de novo como fez quando era mais jovem.

Como Fazer Viagra Natural

Abacate

Os astecas consideravam o abacate como um vegetal, o que aumentava a energia sexual dos homens. Supõe-se que a forma de um abacate invés de um testículo masculino. Hoje em dia, os cientistas descobriram que as propriedades do abacate melhoram a energia sexual.

O abacate é extremamente rico em gorduras não saturadas. Não só aumenta a energia sexual, mas também serve para tratar os vasos sanguíneos e o coração e melhorar a circulação do sangue.

Espargos

Os aspargos são ricos em algumas vitaminas importantes, como a vitamina E, vitamina C, vitamina B1, vitamina B2, vitamina PP, e também a vitamina A. Além disso, a planta inclui ferro, zinco, potássio, fibras e ácido fólico. Este coquetel de vitaminas e minerais é um viagra natural para ter ereções fortes. Todos os elementos mencionados são necessários para a libido normal; e o zinco é um componente importante no sêmen.

Figo

Os figos são ricos em fibras, açúcares, ácidos, vitaminas B1, vitamina B3, vitamina PP, a vitamina C; e também de sódio, cálcio, magnésio e fósforo. Contêm tanto potássio e ferro, como as nozes. Os nutrientes do figo melhoram os sistemas cardiovascular e digestivo.

Lima

A lima é uma notável fonte de vitaminas C, antioxidantes e ácido fólico. Em geral, tudo o que é necessário para a saúde do sistema reprodutivo do homem. Os limões ou tangerinas podem substituir esta fruta também.

Disfunção Erétil em Jovens

A disfunção erétil é a incapacidade dos homens para ter ou manter uma ereção suficiente para manter uma relação sexual. Existem muitos medicamentos de venda livre que afirmam curar esta condição da noite para o dia, mas na maioria das vezes, todas essas afirmações são falsas, já que estes medicamentos têm seus próprios efeitos colaterais. Com este tipo de efeitos secundários negativos, é melhor resolver o problema de forma natural e tomar as vitaminas que podem ajudar com a disfunção erétil. Você vai se sentir melhor fisicamente e mentalmente.

Cada vez mais homens nos dias de hoje tomam vitaminas para ajudar a curar a disfunção. Devido à recente alvoroço em torno da cegueira e da surdez permanente depois de tomar medicamentos para a disfunção erétil, muitos homens estão mudando para o natural. E uma razão poderosa é que estes são mais baratos do que os típicos medicamentos para curar a impotência.

Vitaminas Para Disfunção Erétil

O primeiro passo seria começar a ser mais ativo no seu dia-a-dia e começar a fazer um pouco de exercício. O exercício irá aumentar o fluxo de sangue e os níveis de energia em seu corpo. O segundo passo seria começar a tomar algumas vitaminas que podem ajudar a curar a disfunção erétil. Aqui há uma lista grande de vitaminas para a disfunção erétil que você deve tomar.

Melhores Vitaminas Para Disfunção Erétil

  1. A vitamina C é recomendada geralmente a 1000 mg Deve tomar este suplemento 3 vezes ao dia. Dado que a vitamina C reduz o teor de colesterol no sangue, corrige as disfunções eréteis causadas por má circulação sanguínea.
  2. Você também deve considerar um suplemento de vitamina E. A vitamina E é um antioxidante e ajuda a resolver os problemas sexuais, este suplemento é uma ótima opção.
  3. Você também pode considerar um suplemento de zinco. O zinco é um componente importante no sêmen. O zinco também está localizado na glândula da próstata e é necessário para a sua função saudável.

Se você precisa de vitamina do complexo B para muitas funções, incluindo a energia e o metabolismo de proteínas, a função hormonal, a circulação sanguínea, os nervos saudáveis e a resistência. Os padecedores de disfunção erétil, muitas vezes têm deficiência desta vitamina importante. Assim que você deve adicionar o blue caps turbo em sua ingestão diária, depois de consultar o seu médico.

Ao contrário de pílulas e vitaminas para a disfunção erétil, a combinação de exercícios e remédios para a disfunção erétil vão ajudá-lo a livrar-se do problema da maneira mais natural e saudável possível.

Como podem jovens sofrerem de Disfunção Erétil?

Você está em seus anos 20 ou 30, e em um momento onde se supõe que você está em seu melhor momento sexual. No entanto, você tiver problemas para obter ou manter uma ereção adequada para o intercurso sexual, que é uma condição geralmente, só de homens entre 40 e 50? Você não é o único, muitos jovens relatam sintomas de disfunção erétil.

Os Problemas Mais Comuns De Disfunção Erétil, Que Se Experimentam São:

  • Incapacidade de obter uma ereção
  • Dificuldade para manter a ereção
  • As ereções não são tão longas, ou tão duras como devem ser
  • Você pode conseguir uma ereção por si mesmo, mas não com o seu parceiro

Quais São As Causas Da Disfunção Erétil Em Homens Jovens?

  • Estresse: O estresse é uma das causas mais comuns de disfunção erétil. Se você está experimentando estresse, veja o que pode estar causando. Você está em um trabalho estressante? Há tensão em sua vida ou relacionamento? Se o seu trabalho está a causar stress, isso eventualmente vai afetar outras áreas de sua vida, incluindo sua vida sexual. Vê se é possível fazer mudanças no trabalho para reduzir o stress. Se isso não for possível, então é possível que você deseja visualizar técnicas para reduzir ou eliminar o estresse em sua vida de forma natural, tais como dormir mais, adicionar uma rotina de exercício, comer uma dieta saudável, é meditar antes de começar o seu dia ou antes de ir dormir.
  • Uso De Drogas: O uso de entorpecentes, como a maconha e a cocaína, por exemplo, têm vários efeitos sobre a saúde e podem levar à disfunção erétil. O uso de drogas pode afetar o sistema nervoso central, que pode afetar a libido masculina e o desejo sexual. Se um homem é desprovido de desejo sexual ou libido deprimida, isso dará lugar à disfunção erétil.
  • Consumo De Álcool: O consumo excessivo de álcool pode ter vários efeitos sobre a saúde, que podem conduzir à disfunção eréctil. O uso excessivo de álcool pode afetar o sistema nervoso central, causar dano a órgãos e vasos sanguíneos, o que diminui o fluxo de sangue para os órgãos, incluindo o pau. Esses problemas podem resultar em uma disfunção sexual.

Conclusão o uso do Viagra Natural pode ajudar no tratamento da disfunção erétil!